FANDOM


Quando acordei naquela sexta-feira fiquei, como de costume, durante vinte minutos olhando para o teto do meu quarto antes de tomar forças para me levantar. Este dia tem definitivamente de tudo para ser ruim, pensei. Vou receber a nota da ultima prova de francês, estou brigada com o meu melhor amigo e nao tenho nenhum plano para hoje a noite. Eu tinha a ligeira sensação de que tudo conspirava contra mim, se pudesse nao me levantaria, ficaria deitada o dia inteiro mas dia de aula é dia de aula. Afinal amanha já era sábado e entao eu teria o meu merecido descanso. Desci correndo as escadas do meu prédio pois, para variar, estava atrasada.

Assim que cheguei na escola recebi um convite de minha amiga para ir a uma festa organizada por um colégio que aconteceria ainda naquela sexta. Disse a ela que estava sem dinheiro e ela logo disse " Relaxa Nina, estou com o dinheiro da minha pensão, tudo por minha conta!". Beleza! Liguei logo para minha mae pedindo autorização mesmo sabendo que ela nao era de permitir que eu saísse de ultima hora. Por incrível que pareça, ela deixou e eu muito animada, fui combinado com minha amiga com que roupa eu iria e etc. E na aula de francês uma surpresa: Tres bien a segunda maior nota da sala.

Cheguei em casa, fiz meus deveres, olhei minhas atualizações no facebook, me arrumei e fui para a festa. La, me encontrei com uma amiga que ha muito tempo eu nao via e estávamos dançando quando um garoto gatíssimo veio na minha direção e me chamou para dançar com ele. Seu nome era Lucas e estudava em um colégio que fica bem perto de onde eu moro. Dançamos durante a noite toda, trocamos e-mails e etc.

Naquela noite em minha casa, eu estava deitada em minha casa pronta para dormir, quando me lembrei que naquela manha eu estava prevendo um dia catastrófico que no final das contas foi um dia super divertido. A lição que aprendi naquele dia foi: nao importa o quão ruim um dia ou até mesmo uma situação parece ser, devemos enfrentar esperando sempre o melhor. Afinal nunca se sabe o que pode acontecer, o mundo gira sabia?


Cronica feita por: Marina Guerra.