FANDOM


Olá.


Música não é apenas uma serva do bom gosto sonoro.

Por trás de várias canções se escondem características culturais, críticas e sugestões ao governo, etc...

A música que veremos a seguir, é da banda Legião Urbana, e se chama, Que país é esse.

veja o vídeo e abaixo, a letra e a análise da mesma:

thumb|500px|left










Nas favelas, no senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
No Amazonas, no Araguaia iá, iá,
Na Baixada Fluminense
Mato Grosso, nas Gerais e no
Nordeste tudo em paz
Na morte eu descanso, mas o
Sangue anda solto
Manchando os papéis, documentos fiéis
Ao descanso do patrão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Terceiro mundo, se for
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos índios num leilão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?


                 A ANÁLISE

Por: Fádua, Gabriela e Nedra

A 1ª estrofe da canção "Que País É Esse", da banda Legião Urbana, fala que a Constituição Brasileira é desrespeitada tanto pelos pobres quanto pelos parlamentares, que são pessoas que elaboram as leis. E, apesar disso tudo, todos acreditam que o Brasil vai prosperar, o que, de certa forma, é jogar a responsabilidade do desenvolvimento para os outros. Já que a pessoa não faz sua parte por um país melhor, ela conta com que a outra pessoa faça e o país se desenvolva.
O refrão insiste na pergunta "Que País É Esse?", e essa repetição mostra indignação com a situação do país e busca levar o interlocutor à reflexão e a buscar uma resposta para a pergunta.
Na 2ª estrofe, volta-se a insistir na idéia de amplitude da realidade, deixando claro que ela não se concentra apenas em determinada parte do país, mas em todo ele. Dessa vez, a realidade é disfarçada como algo bom, mas não é. Esses dizeres apenas mostram a indiferença por parte de algumas pessoas. Fala-se também em uma pessoa sem poder que morre e o patrão (que representa as pessoas ricas e poderosas) mostra indiferença diante desse fato. Além disso, mostra-se que a morte de uma pessoa não impede que as coisas sigam seu fluxo ("Mas o sangue anda solto"). E esses papéis podem ser provas judiciais ("Manchando os papéis, documentos fiéis"), algo que condene ou inocente pessoas.
Na 3ª estrofe, é falado que o Terceiro Mundo, onde o Brasil se encontra, é alvo de piadas por parte dos países mais desenvolvidos. Fala-se também na economia próspera, mas há duas críticas nessa menção: uma diz respeito ao fato de uma boa economia não levar a um desenvolvimento pleno de uma nação e outra fala da forma como essa riqueza é obtida, através de crueldades cometidas contra classes menos favorecidas.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.