FANDOM


Quando ouvimos a palavra poeta, pensamos num homem bem vestido, educado e polido.Esse homem veste belas e limpas roupas, e em nosso pensamentos, se encontra num quarto escrevendo uma poesia à luz de velas, com uma pena e um tinteiro.Essa idéia de poeta, que carregamos desde a infância, não se aplica a Gregório de Matos.Para a surpresa da maioria, esse homem era facilmente encontrado em meio à escravos e mendigos.

  Nasceu em 1636 numa rica família de empreiteiros e funcionários públicos.Sempre estudou em boas escolas e se destacou nelas.Porém, largou todos os confortos que seu histórico poderia lhe dar e se entregou à vida boêmia.Quando adulto, Gregório de Matos era facilmente encontrado em meio à mendigos e escravos.
  Gregório andava pelas ruas declamando suas poesias, na maioria satíricas e eróticas.Seu hábito de criticar a Bahia e os hábitos sujos de seu povo lhe renderam o apelido de Boca do Inferno.Em suas poesias, Gregório de Matos não poupava palavras para criticar.Valia-se tanto de palavrões e linguagem obscena que chocava quem as ouvia.Veja o exemplo à seguir:

Define a Sua Cidade


De dois ff se compõe

esta cidade a meu ver:

furtar, outro foder.


Recopilou-se o direito,

e quem o recopilou

com dous ff o explicou

por estar feito, e bem feito:

por bem digesto, e colheito

só com dous ff o expõe,

e assim quem os olhos põe

no trato, que aqui se encerra,

há de dizer que esta terra

de dous ff se compõe.


Se de dous ff composta

está a nossa Bahia,

errada a ortografia,

a grande dano está posta:

eu quero fazer aposta

e quero um tostão perder,

que isso a há de perverter,

se o furtar e o foder bem

não são os ff que tem

esta cidade ao meu ver.


Provo a conjetura já,

prontamente como um brinco:

Bahia tem letras cinco

que são B-A-H-I-A:

logo ninguém me dirá

que dous ff chega a ter,

pois nenhum contém sequer,

salvo se em boa verdade

são os ff da cidade

um furtar, outro foder.


  Nesse poema, Gregório descreve problemas sociais da Bahia e através disso, podemos fazer uma ponte ao contexto atual de problemas sociais.Na música "Que país é esse?" da banda "Legião Urbana" podemos notar a denúncia dos problema sociais do Brasil e comparar aos poemas de Gregório de Matos.A pergunta que se repete na música pode ser adaptada ao contexto de Gregório e virar "Que Bahia é essa?".Acompanhe a música:


Que país é esse? - Legião Urbana03:01

Que país é esse? - Legião Urbana

Gregório, era mal visto não só por suas críticas, mas também pelo comportamento rebelde e desobediências.Diversas vezes,Gregório recusou ordens diretas do rei, além de não respeitar ambientes denominados sagrados pela igreja católica.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.