FANDOM


Ainda estava lá. Esperando ele passar, neste meio tempo, me perguntava se tinha chegado atrasada.

Não, esta possibilidade estava fora de cogitação.

Mas porque demora tanto? Aqui a um minuto e já parecem horas!

Como poderia saber se essa seria a escolha certa?

Não, calma! Poderia experimentar, degustar por alguns instantes para ver se satisfaz o meu paladar.

Porém, posso perder mais tempo do que já perdi. As conflituosas horas que me fizeram merguljar em lágrimas arrepiam-me só de pensar que poderia vivenciar isso novamente.

outros podem também passar e muitos passam e além, em busca da terrível decisão fazer parte do famoso "mercado de trabalho".

Tantas possibilidades, apenas uma escolha de cada vez! Não dá para ter tudo ao mesmo tempo.

Os especialistas e os experientes dizem que somos novos, que se tudo der errado agora não tem problema. Isso acontece com todo mundo. Isso é normal!

Não sou todo mundo, eu sou eu percebe?

Vocé é você e cada um é cada um!

Nossa já se passaram 10 minutos e nada dele chegar, já conversei até com o sol hoje...

Como eu odeio ficar á-toa!

Ah, mas meu coração diz o contrário ele já mapeou os meus caminhos e só espera o meu comando para entregar-me a direção.

Mas enquanto não pego a direção, tenho que decidir por algo que se ajuste bem e me proporcione tudo o que preciso até que eu possa ir à procuca do que sou na essência de existir.

Uma parte ama "exatas", outra "Biológicas", posso gostar de tudo. Essa é que é a verdade!

Contudo Biolígicas me causa certa atração.

Nas últimas aulas de Química a orientadora me disse:

"Se você não souber bem Balanceamento você irá se complicar nos próximos anos! "

Todas as vezes em que me lembro desta frase penso desesperadamente:

"Preciso mudar pra Patola!"

Esra atende as minhas expectativas neste momento, apesar de que o meu coração

está totalmente entregue a música e todos eles sabem disso.

Mas quando ele chegar tenho que ter certeza de que tudo isso vai passar, vai cair por terra.

Neste instante uma voz penetra delicadamente por meus ouvidos a me questionar:

"Por que a pressa?" perguntava ela .

"Você não percebe que quem cria esses conflitos é você? Deixe os dias te levar, mostrar a você os pequenos instantes e nestes pequenos instantes você encontrará a resposta.

Você já sabe a resposta, só precisa permirtir-se enxergar e vivenciar essa verdade e acreditar inabalavelmente em si mesma, acredite!

Você sabe que é capaz disso e muito mais."

Ah já era hora! O ônibus chegou. Me dei conta de tudo que havia acontecido dentro do trasnporte público.

Não havia ninguém lá!

Será que dormi? Ou conversei o tempo todo comigo mesma?

Jéssica Cristina.

Turma 105.